• Você está em »

21 de agosto de 2012

Afetividade e Família

Todos nós almejamos viver em núcleo familiar onde o afeto seja a força propulsora, permitindo que cada qual se torne diariamente uma pessoa melhor.

No entanto, esquecemos de nos perguntar se atuamos de maneira a contribuir para que este intento seja alcançado, cobrando, muitas vezes perfeição que não temos daqueles que estão a nossa volta.

Por outro lado, em algumas circunstâncias encontramos no grupo de amigos as afinidades que não conseguimos construir com os familiares, sendo essa relação explicada em função das causas espirituais.

Contudo, é importante refletirmos um pouco melhor sobre o tema, e encontramos na página “Parentela” de Richard Simonetti, publicada em O Reformador de fevereiro de 1997 subsídios para nossa meditação.

PARENTELA

Deixe uma resposta

Pesquisar

Navegar

Redes sociais

Vídeos

Galeria de Fotos